Imprimir
Avião que oferece rede sem fio a passageiro pode ser hackeado, afirma relatório

Um relatório do órgão responsável pelas avaliações e investigações do Congresso dos Estados Unidos (GAO) identificou um risco de invasão do sistema de companhias aéreas que disponibilizam sistemas de entretenimento sem fio durante um voo.

De acordo com o GAO, passageiros que eventualmente utilizem o serviço podem acessar os controles de voo do avião. Especialistas em segurança cibernética explicam que firewalls a bordo destinados a proteger a aeronave de hackers podem ser violados se os sistemas de controle de voo e de entretenimento utilizarem a mesma rede. "A conectividade com a Internet na cabine deve ser considerada uma ligação direta entre a aeronave e o mundo exterior, que inclui potenciais atores mal-intencionados", afirma o relatório.

O chefe da Administração de Aviação Federal do país (FAA), Michael Huerta, concordou com as conclusões do GAO e disse que o órgão que regula a aviação começou a trabalhar com especialistas de segurança do governo, incluindo a Agência de Segurança Nacional (NSA), para identificar as mudanças necessárias.

"Este relatório expôs uma ameaça real e séria: ciberataques numa aeronave em voo", afirmou o deputado Peter DeFazio, líder democrata na Comissão de Transportes e Infraestrutura da Câmara. "A FAA precisa focar em padrões de certificação de aeronaves que possam impedir um terrorista com um laptop na cabine ou no solo de assumir o controle de um avião de passageiros por meio do sistema de rede sem fio", finalizou.

Fonte aqui

  voltar